C&W garante ’safety net’ com linha de crédito de $50M

A Exor, Holding da família Agnelli que detém 72% da Cushman & Wakefield, disse em comunicado esta quarta-feira, no seguimento do anúncio dos resultados anuais de 2008 e onde se revelaram prejuízos na ordem dos 20.2 milhões de euros, que foi disponibilizada uma linha de crédito de 50 milhões de dólares para a consultora .

“The transaction, which will be finalized shortly, guarantees an interesting return for Exor that reflects market conditions. The purpose of the credit line is to strengthen the financial structure of the subsidiary and also enable it to take advantage of growth opportunities.”

Por seu lado, Robert Rozek, Director do Departamento Financeiro da C&W, afirmou em declarações á Property Week que a consultora está agora mais empenhada no seu “core business” e em reduzir custos ao mesmo tempo que constrói relações com os clientes e que a linha de crédito disponibilizada servirá somente como uma segurança adicional a ser utilizada em caso de necessidade.

“It’s an insurance policy. It’s only there if we need it, and we anticipate we will not need it. We have done a lot of things such as cost cutting but in the event of the economy going off a cliff again, as it did in the fourth quarter of 2008, we wanted something in place.”

Os prejuízos 20.2 milhões de euros em 2008 contrastam assim com os lucros de 48.4 Milhões de euros em 2007.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s