Reino Unido – Proprietários recorrem á demolição para evitar taxas para imoveis desocupados.

Tradução de um arquivo presente na imprensa estrangeira.

• Story by: Dominic Welling
• Magazine: FTAdviser
• Published Tuesday, April 21, 2009

Um crescente numero de proprietários tem recorrido á demolição de modo a evitar o pagamento das Empty Property Rates* (EPR), abrindo caminho para a instabilidade dos sectores não residenciais do mercado imobiliário.
De acordo com o primeiro inquérito relativo às EPR realizado pelo RICS e pela Lambert Smith Hampton’s, as taxas estão a agravar as dificuldades financeiras de muitas empresas de promoção e dos ocupantes dando piorando as perspectivas para o sector.
Uns impressionantes 93% dos inquiridos responderam que concordam com a ideia de que estas taxas estão a agravar o sector ao invés de melhorar.
De acordo com 75% dos inquiridos, tem havido um aumento do número de demolições de imóveis em pleno estado de conservação e utilização, ao passo que 85% destes acreditam que este aumento se deve a uma tomada de opção dos proprietários de modo a evitar o pagamento dessas taxas.
Entretanto, todos os sectores viram uma diminuição do investimento em novos imóveis, sendo o sector industrial aquele que tem sido mais atingido.
Também, 79% dos inquiridos acreditam que as EPR’s estão a ter efeitos diametralmente opostos aos pretendidos no que respeita á regeneração urbana e ao desenvolvimento especulativo.
O documento alerta para o facto de esta situação poder levar a uma escassez de oferta de imóveis para encarar a próxima altura de viragem do ciclo económico.
Alem disso, o documento revelou que, o problema da demolição tende a agravar-se nos próximos meses, resultado dos proprietários estarem disponíveis para aguardar uns meses antes de decidirem optar pela demolição dos imóveis desocupados.
Gillian Charlesworth, Director para as Relações com o Exterior do RICS afirmou:

Apesar das motivações do governo em reduzir as EPR tivesse sido bem-intencionada, a verdade é que a recessão levou a que estas taxas tivessem tido um efeito contrário causando maiores danos a um sector já de si em sofrimento.
Este inquérito veio provar a necessidade de introduzir alterações nesta taxa muito impopular.
Com base nestas conclusões alertamos o Governo para a necessidade de considerar seriamente um aumento do “período de Isenção” das EPR para 12 ou mesmo 18 meses antes de aplicar tais taxas aos imóveis não residenciais ou em alternativa, remover ou diminuir significativamente as taxas em imóveis não residenciais, em conformidade com o sector.

Veja aqui o artigo original.

*As Empty Property Rate são um novo sistema de taxas a aplicar aos imóveis, recentemente adoptado no Reino Unido e que pretende introduzir uma reforma no modo como são taxados os imóveis face á sua não ocupação (total ou parcial).
Estas taxas têm vindo a ser altamente contestadas pelos agentes do mercado imobiliário no Reino Unido e têm sido justificadas pelo Fisco como sendo uma medida que aumenta a oferta de imóveis no mercado e um abaixamento das rendas ao mesmo tempo

Veja mais em “Empty rates could cause long term instability to commercial property markets”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s