Retoma do mercado de investimento imobiliário só a partir de 2010

Os profissionais do mercado imobiliário português estão cautelosos quanto ao futuro, pois. A recuperação da actividade está fortemente condicionada pela recuperação do elo de confiança com a banca e, a acreditar nos indicadores actuais, dificilmente assistiremos aos primeiros sinais de retoma do mercado de investimento imobiliário antes de 2010. Estas foram as principais conclusões extraídas do debate que se seguiu à apresentação dos resultados do Índice IPD Portugal | Imométrica, terça-feira, em Lisboa.
De acordo com Filipe Amado, presidente da Fundimo, «é preciso repensar toda a questão do financiamento e encontrar um equilíbrio na relação dos bancos com o mercado imobiliário, resolvendo alguns dos problemas que existiam». No entanto, até que seja totalmente recuperada a relação de confiança entre a Banca e o sector imobiliário, é expectável que existam «grandes dificuldades para encontrar financiamento para os novos projectos», uma situação que «condicionará o desenvolvimento futuro do mercado», alertou Carlos Moedas, Managing Partner da Crimson Investment. Eric Van Leuven, managing partner da Cushman & Wakefield em Portugal, chamou ainda a atenção para o facto de «os investidores internacionais com liquidez não estarem a revelar interesse para investir em Portugal». Pois, explicou, «a valorização de capital é muito maior nos principais mercados europeus e mundiais, o que relega para segundo plano mercados secundários, como Portugal», uma realidade «mais evidente em alturas de crise como a actual». Tendo em conta que «o mercado está, neste momento, numa posição muito defensiva, não existindo grandes hipóteses de que para uma atitude mais ofensiva, com novos investimentos, no curto prazo», Filipe Amado partilhou a sua convicção de que a recuperação ainda pode demorar. E, para Eric Van Leuven os efeitos reais da actual crise «vão ser observados ao ‘retardador’», ou seja, «só este ano e em 2010 é que serão sentidos no mercado». Carlos Moedas concluiu, acrescentando que «as coisas não vão ficar melhores em 2009, nem no primeiro semestre de 2010. Talvez depois disso possamos começar a ter sinais positivos».

Fonte: Vida Imobiliária

Veja aqui a noticia na fonte.

Conheça abaixo a apresentação dos resultados do IPD/Imométrica 2008

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s